carol

Bernardo

SOBRE

Penso que criar seja uma pulsão, um ato, um respiro.  Crio, pois essa é a forma que encontrei para me sentir viva, para expressar através de imagens a forma como vejo e percorro o mundo.

Me formei em Têxtil e Moda em 2012, pela Universidade de São Paulo. Posteriormente, cursei uma pós-graduação na área de Criação de imagem e Styling de moda pelo Senac – São Paulo. 

Entre 2012 e 2014, trabalhei como consultora de moda para o Sebrae, uma instituição que auxilia pequenas empresas. 

A partir de 2014, comecei a trabalhar com fotografia como assistente, cargo que ocupei até o início de 2019. Trabalhei para vários fotógrafos de moda montando equipamentos, atendendo clientes, editando imagens, participando de editoriais para revistas como Vogue, L´officiel, Trip, entre outras. 

Enquanto percorria esse caminho, tive a oportunidade de também desenvolver meu trabalho autoral como fotógrafa, que me permitiu lecionar por duas vezes a disciplina de Linguagem Fotográfica na Instituição Senac e atuar em conjunto ao grupo de pesquisa EAPS (Envelhecimento, Aparência e Significados da USP), e assim dar a palestra e o workshop Trajetórias da aparência para o SESC. 

Em 2018, percebi que algo faltava em meu caminho. Buscava por um processo criativo o qual a fotografia não conseguia suprir. Nesse momento, iniciei um novo percurso. A partir de uma série de cursos, como a Escola entrópica do Museu Tomie Ohtake, me descobri artista visual. Redescobri técnicas como o bordado, pintura, escrita e a estamparia. 

Dediquei o ano de 2019 à produção de uma série de produtos e tecidos estampados manualmente. 

Atualmente, divido minhas produções entre a estamparia manual e digital. 

ABOUT

I believe that creating is a pulse, an act, a breath. I create since this is the way I have found to make me feel alive, to express through images the way I see and walk through the world.

I graduated in Textiles and Fashion in 2012 at the University of Sao Paulo. Later, I took a post-graduate course in Image Creation and Fashion Styling at Senac, Sao Paulo.  

Between 2012 and 2014, I worked as a Fashion Adviser for Sebrae, an institution that supports smalls companies.

In 2014, I started working with photography as an assistant, a position I held until the beginning of 2019. I have worked for several fashion photographers setting up equipment, communicating with clients, editing images and participating in editorials for magazines, such as Vogue, L’officiel, Trip, among others.

As I walked through this path, I also had the opportunity to develop my authorial work as a photographer, which allowed me to teach the course Photographic Language twice a week at Senac and to work alongside the University of Sao Paulo’s research group EAPS (Aging, Appearance and Significances), as well as conducting the Appearance Trajectories lecture and workshop at SESC.

In 2018, I noticed something was amiss in my trajectory. I was looking for a creative process that photography could not fulfill. At this point, I started on a new path and through a series of courses, such as Tomio Ohtake Museum’s School of Entropy, I discovered myself as a visual artist. I rediscovered techniques such as embroidery, painting, writing and textile printing.

I dedicated the year of 2019 to making a series of products and printed fabrics manually.

Currently, I split my work between manual and digital textile printing.